Acervo
Vídeos
Galeria
Projetos


juventude

Tendências Globais de Emprego para a Juventude - 2010 Crise econômica mundial causou um aumento recorde do desemprego de jovens, diz a OIT

 

OIT_fila_desemprego.jpgGENEBRA (Notícias da OIT) - A taxa de desemprego juvenil atingiu seu maior nível já registrado e deverá aumentar até o final de  2010, disse a Organização Internacional do Trabalho (OIT) em um novo relatório divulgado para coincidir com o lançamento do Ano Internacional da Juventude da ONU, em 12 de agosto. 

Cine Debate: Juventude em Cena

Cartaz_Juv_cinedebate_PB.jpgO Observatório Jovem da UFF, em parceira com o NEAB/CEFET-RJ, promoverá um ciclo de debates sobre juventude nos meses de outubro, novembro e dezembro.

 

Jovens e transições para a vida adulta (perspectivas sociológicas) - Atividade Estudo Independente Supervisionado

Universidade Federal Fluminense
Centro de Estudos Sociais Aplicados
Faculdade de Educação
Programa de Pós-Graduação em Educação – Mestrado e Doutorado

O Estado da Arte sobre juventude na pós-graduação brasileira:Educação, Ciências Sociais e Serviço Social (1999-2006) - vols. I e II

EstadoArte-Vol-1_peq.jpgA coletânea, organizada em dois volumes, é resultado de pesquisa nacional desenvolvida em rede e coordenada pela pesquisadora Marilia Sposito (USP)  sobre o produção de conhecimentos discente de Mestrado e Doutorado no tema Juventude.

Juventude e Desigualdade Racial - Ipea lança novo estudo sobre a PNAD

piramide_desigualdade.jpgComunicado da Presidência sobre Juventude e Desigualdade Racial foi divulgado nesta quinta-feira por técnicos da Disoc

O Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgou nesta quinta-feira, dia 3 de dezembro, às 10h, mais um estudo da série sobre a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD) 2008 do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Coordenado pela Diretoria de Estudos e Políticas Sociais (Disoc), o Comunicado da Presidência nº 36 PNAD 2008: Primeiras Análises apresenta dois tópicos, Juventude e Desigualdade Racial. No tema Juventude, é analisada a situação dos jovens brasileiros, com recortes de faixa etária, gênero e regiões, nos quesitos educação, mercado de trabalho e transição escola-trabalho.

Consideram-se jovens aqueles entre 15 e 29 anos, uma população que soma hoje 49,7 milhões de pessoas, cerca de 26,2% da população total. Entre as constatações do trabalho, está a evolução, entre 1998 e 2008, da escolaridade neste grupo.

O segundo tema é apresentado a partir da contribuição da desigualdade regional para a desigualdade de raças no Brasil. Como as regiões mais ricas apresentam maior porcentagem de pessoas brancas, uma parte da desigualdade racial é necessariamente resultado das desigualdades entre regiões.

A íntegra do Comunicado da Presidência nº 36 foi divulgada no auditório do Ipea (SBS, Quadra 1, Bloco J, Edifício BNDES, subsolo), com coletiva on-line, e contou com a participação dos técnicos responsáveis por sua elaboração: Joana Mostafa e Carla Andrade (Juventude) e Rafael Ozório e Pedro de Souza (Desigualdade Racial).
 

Leia a íntegra do Comunicado da Presidência nº 36

Veja os gráficos sobre Desigualdade Racial

Veja os gráficos sobre Juventude

Leia matéria da Agência Brasil no Portal EMdiálogo

 

Fonte: IPEA (03/12/2009 - 11:05) - www.ipea.gov.br

A juventude vai ao cinema - lançamento do livro

A_juventude_vai_ao_cinema.jpgO livro A juventude vai ao cinema será lançado no princípio de dezembro pela editora Autêntica, Belo Horizonte. A organização da coletânea é professora Inês Assunção de Castro Teixeira e dos professores José de Souza Miguel Lopes e Juarez Dayrell.

Leia abaixo a sinopse da editora e o sumário do livro:

Nesta coletânea estão presentes as mais diversas formas de ser, de estar e de se viver a juventude, juventudes muitas, sob o olhar de vários cineastas, de diferentes países e épocas. A obra contém vários olhares e sensibilidades, várias questões e reflexões de grandes diretores do cinema mundial, que buscaram observar, escutar, sentir, pensar, dialogar com as juventudes, tentando compreendê-la, dar-lhes visibilidade e registrá-la com suas câmeras. E assim como os diretores das obras cinematográficas escolhidas para comporem a coletânea, os autores/as dos textos, nossos convidados/as, pesquisadores do campo da educação e/ou da juventude, oferecem-nos diferentes planos e prismas, idéias e palavras, perspectivas teórico-analíticas e narrativas em seus trabalhos sobre os filmes, compondo, a partir do elenco dos filmes escolhidos, um caleidoscópio de figurações, imagens, luzes e sombras, no qual a juventude é o centro. Partimos dos princípios gerais da Coleção, destinada prioritariamente a educadores/as, entendendo o cinema como arte e pensando largo sobre suas possibilidades na educação e na escola. Nesse sentido, propomos que nelas esteja presente, não apenas como passatempo ou ocupação de tempo, não ou somente como uma linguagem e não somente como recurso pedagógico e instrumentalização didática, mas como uma arte que nos faculta o encontro com a alteridade.

 

 

 

 

 

PREFÁCIO
Marília Sposito
APRESENTAÇÃO
Inês A.C. Teixeira
Juarez T. Dayrel
José Miguel S. Lopes

PARTE I:
CULTURAS JUVENIS
“Asesinos adolescentes, asesinados”: Los Olvidados
Carles Feixa
Maria Cheia de Graça: um corpo “mula”, um corpo prenhe
Glória Diógenes
Não sou mais assim: decolagem, phylia e
hospitalidade em um Albergue Espanhol
Carlos André Teixeira Gomes, Inês Assunção de Castro Teixeira
e Karla de Pádua.
Zona J: de uma estética do consumo a uma estética do crime
Gisela Ramos Rosa, em colaboração com José Machado Pais
Proibido Proibir: jovens universitários entre o campus e a cidade
Paulo Carrano

Por um tempo da delicadeza
Paulo Henrique de Queiroz Nogueira
Elefante e o universo juvenil na obra de Gus Van Sant
Geraldo Leão.

PARTE II
REBELDES JUVENTUDES
Antes da Revolução: existência e
futuro individual num momento efêmero
José de Sousa Miguel Lopes
Edukators: novas formas de visibilidade da juventude contemporânea
Juarez Tarcísio Dayrell e Rodrigo Ednilson .
Na motocicleta, sem perder a ternura
Antonio Julio de Menezes Neto .
Batismo de Sangue e o que é que eu tenho a ver com isso, hoje?
Nilton Bueno Fischer .
Juventude: a rebeldia em cena ou a utopia do poder
Sandra Pereira Tosta e Thiago Pereira
 

Saiba mais sobre o livro do Estado da Arte sobre Juventude no Brasil

O livro Estado da Arte sobre Juventude na Pós-Graduação Brasileira - Educação, Ciências Sociais e Serviço Social (1999-2006), foi publicado em dois volumes pela Editora Argumentun, Coleção Educere.

Os artigos do livro da pesquisa Estado da Arte (1999-2006) trataram dos seguintes temas: juventude e escola; adolescentes em processos de exclusão social; jovens universitários; jovens, sexualidade e gênero; jovens e trabalho; juventude, mídias e TIC; jovens na intersecção da escola com o mundo do trabalho; grupos juvenis; jovens na interface com a política e estudos históricos sobre a juventude. O livro traz ainda um prefácio dos pesquisadores Juarez Dayrell e Paulo Carrano, uma introdução e um capítulo de balanço da produção discente em Educação, Serviço Social e Ciências Sociais (1999-2006), de autoria da coordenadora da Pesquisa, Marilia Sposito.

Publicação faz balanço da produção de conhecimentos sobre a juventude no Brasil

por Paulo Carrano e Jaqueline Deister, do Observatório Jovem/UFF

 

CAPA-EstadoArte-Vol-1.JPGA escola, o trabalho, a sexualidade, a exclusão social e a mídia são alguns dos temas abordados no livro Estado da Arte sobre juventude (1999-2006).

 

Angra de tantos reis: práticas educativas e jovens tra(n)çados da cidade

Tipo de Projeto: 
Individual
Status do Projeto: 
Concluído

Jovens_cidade_Angra_tantos_reis.jpgTese de Doutorado. (POSEDUC/UFF, 1999). A cidade é considerada como espaço social de práticas educativas.

Divulgar conteúdo